Links
✿Eu sou romance de verão, sou brisa leve e passageira...✌
São raríssimas as pessoas com que aguento ficar perto mais de cinco minutos.

Charles Bukowski.  (via latejado)

Olhando antigas mensagens no celular, vi uma sua que dizia, “eu te amo, fica bem, você é tudo pra mim”, foram os 5 segundos mais dolorosos da minha vida.

Junior Araujo.      (via exilando)

Eu sou essência agora, outrora serei menos que nada. Sobrevivo cada dia aos tropeços. E com o embaçado de minha visão vou chegando onde nunca imaginei chegar, ou até mesmo nunca quis estar. Minha fé morreu junto a sabedoria do ser humano. Olho para um céu sem estrelas durante a noite e acinzentado durante o dia, e pergunto-me “por quê diabos deixamos chegar a esse ponto?”. Estou prestes a me afogar em um oceano de desilusões, e que se dane o amor. Ninguém nunca seria capaz de me amar. E se é mesmo isso que da sentido a vida, eu morro a cada minuto passado. Existe pior morte, do que aquela que nos faz deixar de existir aos poucos? Será mesmo essa minha sina? Viver e morrer só?

Isabeli. (via extinta)

Lamentou acordar. Tudo desaparecia quando ela estava dormindo.

A Menina que Roubava Livros. (via pensamentos-antigos)

[…] Talvez um dia eu trate os outros com o mesmo desprezo com que me tratam. Ah, se eu pudesse!

O Diário de Anne Frank    (via desnortiada)

Eu te desafio a reclamar menos do que não dá certo. E a sorrir a cada pequena conquista. A, ao invés de olhar sempre para a própria vida, virar um pouco a cabeça e enxergar o outro. A saborear cada passo e não te preocupar somente com a meta final. A, por mais que as coisas fiquem nebulosas, não endurecer. A entender que certos vazios fazem parte do processo. A não esquecer das delicadezas que importam tanto. A lembrar sempre que todo mundo tem uma força que só aparece na hora do aperto. E a se deixar enfraquecer às vezes. A ter consciência que ninguém está aqui por acaso e que precisamos ter objetivos concretos na vida. E a aceitar que nem sempre descobrimos quais são esses objetivos cedo. A nunca desistir de tentar e a não se esconder no primeiro não. A entender que sonhos são fundamentais para a nossa sanidade mental. E a não esquecer de quem nos acolhe.

Clarissa Corrêa.  (via romanteios)

Porque o passado me traz uma lembrança, do tempo que eu era criança, e o medo era motivo de choro, desculpa pra um abraço ou um consolo.

Cazuza.   (via revejo)

Eu descobri ontem um provérbio perfeito: Se quer ser amigo feche um olho, se quer manter uma amizade feche os dois olhos. Faz muito sentido. Amigo é não se meter, por mais que tenhamos intimidade, é respeitar a decisão mesmo que não seja o que você pensa. Se ele procura namorar alguém que você não gosta, é dar apoio igual. Se ele pretende permanecer num emprego que você não acha justo, é dar apoio igual. Se ele busca manter uma vida que você não considera ideal, é dar apoio igual. É estar junto apenas, para qualquer dos lados. Amizade é dança. Acompanhar o ritmo da música. É opinar, expor sua crítica, mas não viver pelo outro. É não intervir, não pesar a mão, não exagerar. Amigo não é ser pai, não é ser mãe, não é educar. É aceitar o que ele é, é reconhecer o que ele deseja, ainda que seja muito diferente de suas crenças. É entender o momento de falar e entender também o momento de silenciar. Análise demais estraga a amizade. Você estará sendo terapeuta, não amigo. É discordar e seguir adiante. Não é discordar e fazer oposição, boicote, greve. Até que nosso amigo mude de ideia. Amigo é oferecer conselho, não um sermão. É alertar, jamais insistir. Amizade é fugir do julgamento, é compreender a alternância, os altos e baixos, os desabafos. Amigo não cobra coerência, não fica em cima cutucando feridas. É saber tudo e agir como se não soubesse de nada. É não ficar apontando o que é certo ou errado. Amizade é difícil. Amizade é um estranho equilíbrio. Mas amizade não é cegueira. É a arte de enxergar com os ouvidos.

Fabrício Carpinejar. (via autorias)

Prezado Professor, sou sobrevivente de um campo de concentração. Meus olhos viram o que nenhum homem deveria ver. Câmaras de gás construídas por engenheiros formados. Crianças envenenadas por médicos diplomados. Recém-nascidos mortos por enfermeiras treinadas. Mulheres e bebês fuzilados e queimados por graduados de colégios e universidades. Assim tenho minhas suspeitas sobre a Educação. Meu pedido é: ajude seus alunos a tornarem-se humanos. Seus esforços nunca deverão produzir monstros treinados ou psicopatas hábeis. Ler, escrever e saber aritmética só são importantes se fizerem nossas crianças mais humanas.

Texto encontrado após a Segunda Guerra Mundial, num campo de concentração nazista.   (via srtaruiva)

Eu acredito nas casualidades, nos encontros, nas passagens. Nas conversas que temos, nas músicas que cantamos. No que somos e nunca deixamos de ser. Eu acredito que podemos ser muito fortes, muito mais. Podemos ser como todos, e o tudo pode ser capaz. Eu quero suas mãos, suas ideias e defeitos, que me ensine o seu jeito, enquanto aprende o meu. Quero que faça sentido, que seja proibido, mas que entre nós todos não exista lei. Quero ser tudo que tem graça, que tem gosto e da pra sentir. Quero o que mais me da vontade, e quero vontade pra prosseguir. Quero voar, mergulhar, morrer e matar a vontade de querer.

Esteban Tavares.     (via ocasionador)

Sem querer, roubei seu coração, desculpa meu amor, não tive a intenção.
Qual é o meu problema? Não dou certo com pessoa nenhuma.
É sexy meninos que sabem conversar sobre livros, história, céu e matemática, que não pensam só em academia, carros e quantas meninas conseguem pegar.

Né, Gabito?  (via autorias)


@ acumulou